SEF

Devido à falta de pessoal, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) deixou de aceitar marcações de atendimento a imigrantes por tempo indeterminado. As últimas vagas destinam-se apenas para autorizações de residência e renovação ou reagrupamento familiar.

Todos os postos de atendimento do continente e das ilhas têm o calendário preenchido até ao final de 2019, e o SEF admite mesmo que não sabe quando abrirá as marcações para 2020.

O presidente do Sindicato da Carreira de Investigação e Fiscalização do Serviço de Estrangeiros revelou que “Este problema deve-se à falta de pessoal e à falta de investimento em meios tecnológicos. Esta é uma questão crónica que se tem arrastado.”

Fonte: Público